terça-feira, 24 de julho de 2012

Caminhoneiros de todo Brasil cogitam entrar em greve


Terça-feira, 24 de julho de 2012
Caminhoneiros de todo o País devem estacionar seus caminhões amanhã (25) em prol de melhorias para a categoria. A greve será realizada no Dia de São Cristóvão, protetor dos motoristas.  Os sindicalistas pretendem parar o maior numero dos 600 mil caminhões que circulam pelo Brasil, segundo estimativas próprias.
Dentre as reivindicações, está a queda no preço dos pedágios e uma reavaliação por parte da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) dos registros das empresas transportadoras que estão sendo montadas através de motoristas autônomos com base em um novo sistema definido pelo governo federal.
O movimento alega que essas companhias estariam prejudicando o mercado. O Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC) diz que o valor do frete na maioria dos casos não cobre nem os custos de manutenção dos veículos, argumentando ainda que os valores dos fretes praticados no país são a causa dos baixos salários pagos aos motoristas, impedem a renovação da frota dos autônomos, obriga o transporte do excesso de peso, destruição de rodovias, carga horária absurda, dentre outros fatores. Para a entidade, esse baixo valor é referente à alteração na legislação, feita pela ANTT, que ocasionou diminuição nos valores a serem estabelecidos pelos contratantes. Diante disso, para não perder a viagem, o caminhoneiro estaria sendo obrigado a aceitar os baixos valores oferecidos.
No dia 21, o MUBC concluiu uma série de viagens, onde participaram de reuniões conjuntas com membros de todos os setores do TRC (motoristas empregados, autônomos, empresas de transporte e cooperativas de transporte), para definir as questões abordadas na greve. Nélio Botelho exaltou ainda a importância do caminhoneiro. “O país não suportará uma paralisação por mais de dois dias porque isso representará o desabastecimento geral à população, que o governo absolutamente não poderá permitir, e terá que intervir na busca da solução.”
A greve também quer chamar a atenção para a nova lei que regulamenta a profissão de motorista. Outro ponto reclamado pelos caminhoneiros é o chamado «cartão-frete», que estabelece que cooperados ou agregados de cooperativas somente possam prestar serviços exclusivos para as entidades a que estiverem vinculados. Sindicalistas argumentam que isso impossibilita a venda de fretes e compromete as atividades dos profissionais autônomos da área. “As absurdas normas do Cartão-Frete, que impedem de recebermos em dinheiro, cheques, e obrigam o uso do Cartão em todas as operações onde, nos postos de abastecimento, por exemplo, o óleo diesel vai custar mais caro, teremos de comprar outros produtos, usar o Cartão em borracheiros, oficinas, etc.” destacou Nélio.
É importante lembrar que várias empresas e cooperativas não vão aderir à greve e terão o transporte de suas cargas normalmente como conta o Presidente da Coopercaf e Presidente do Sincoopar Transportes, Dorival Bartezike. “As cooperativas em geral não aderiram à paralisação, salvo aquelas que não têm o registro, no caso do Paraná, na Ocepar, ou se tratando de Brasil a OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras). Nós da Coopercaf, na área de atuação da Copacol, estaremos trabalhando normalmente, porém se os manifestantes trancarem algum trecho teremos que respeitar.” Conclui.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Supermercados retomam distribuição de Sacolinhas. Vale pra Ourinhos também...


Atualizado em 26/06/2012 09h01 fonte site G1

Redes de supermercados retomam distribuição de sacolinhas em SP

Justiça determinou que estabelecimentos voltem a dar embalagens.
Algumas unidades se anteciparam; outras redes seguem sem fornecimento.



Contadora é favorável à distribuição de sacolinhas (Foto: Marcelo Mora / G1)Contadora é favorável à distribuição de sacolinhas (Foto: Marcelo Mora / G1)
Algumas redes de supermercado se anteciparam à decisão da Justiça e reiniciaram a distribuição de sacolinhas plásticas aos clientes já na semana passada, quando o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que determinava o fim das embalagens foi revogado. É o caso da rede St Marche, por exemplo, cuja assessoria de imprensa informou que as suas 10 unidades na capital paulista oferecem todas as opções aos seus clientes. Nesta segunda-feira (25), a juíza Cynthia Torres Cristófaro, da 1ª Vara Central da capital paulista, determinou que os supermercados de São Paulo voltassem a distribuir, em até 48 horas, embalagens "adequadas e em quantidade suficientes" gratuitamente.
O único estabelecimento em São Paulo do Grupo Zaffari, do Rio Grande do Sul, também voltou a distribuir sacolinhas aos seus clientes. De acordo com comunicado, o grupo gaúcho informou “que respeita e segue as orientações dos órgãos e autoridades nas áreas em que atua”. E completou: “A partir da divulgação no Diário Oficial da decisão do Conselho Superior do Ministério Público de São Paulo, que revoga o Termo de Ajustamento de Conduta, o Grupo Zaffari informa que voltou a distribuir as sacolas plásticas aos seus clientes que eventualmente não tragam as suas embalagens retornáveis próprias”.
Dentista não abre mão da praticidade das sacolinhas  (Foto: Marcelo Mora / G1)Dentista não abre mão da praticidade das
sacolinhas (Foto: Marcelo Mora / G1)
Segundo a rede, as sacolas que estão sendo distribuídas no hipermercado são desenvolvidas em polietileno verde, também conhecido como “plástico verde”, que possui “a mesma resistência e capacidade de acondicionamento das sacolas de plástico tradicional”.
O Grupo Pão de Açúcar, por sua vez, disse que opera de acordo com as determinações da Associação Paulista de Supermercados (Apas) e que, por isso, segue sem distribuir as sacolinhas plásticas em suas unidades. Mesma postura, aliás, adotada pela administração da rede Carrefour nas unidades de São Paulo. Unidades das duas empresas e das redes Pastorinho e Sonda, em diferentes regiões da capital, não tinham retomado a distribuição na manhã desta terça-feira (26).
A Apas quer manter o veto às sacolinhas plásticas e propor reajustes no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que foi derrubado na semana passada pelo Conselho Superior do Ministério Público. A associação ainda não se manifestou sobre a decisão da Justiça que determinou a volta das embalagens.
ConsumidoresCom as mais variadas opções à disposição, os clientes não têm mais do reclamar. Alguns clientes, por exemplo, aproveitaram para embalar os produtos nas sacolinhas, mesmo levando a sacola retornável para as compras. Ou seja, levaram as sacolinhas dentro das sacolas de tecido ou outros materiais.
Empresário passou a usar sacolas reutilizáveis para transportar as compras (Foto: Marcelo Mora / G1)Empresário usa sacolas reutilizáveis para
transportar as compras (Foto: Marcelo Mora / G1)
Apesar disso, muitos, de olho na preservação do meio ambiente, já incorporaram o hábito de levar as sacolas retornáveis para as compras. É o caso da economista Rosana Ulhoa, de 48 anos, que dispensou as sacolinhas oferecidas pela St Marche do Morumbi, na Zona Sul de São Paulo. “Nem sabia que estavam distribuindo, mas vou trazer sempre a sacola. Inclusive, já vem com a listinha de compra junto”, disse.A cirurgiã dentista Denise Kanashiro Oyafuso, de 40 anos, por sua vez, não abre mão da “praticidade” oferecida pelas sacolinhas. “Prefiro com as sacolinhas. Depois, é só reciclar. Nem estava sabendo, tanto que só comprei o que consegui pegar à mão”, afirmou.
Os clientes do Zaffari, na Zona Oeste da capital, também se mostraram divididos em relação à volta da sacolinha. “Não vou fazer questão. Já deixo três sacolonas no carro já faz tempo, antes mesmo de proibirem a distribuição das sacolinhas. Mas acharia legal que tivessem sacos de papel ou caixas no lugar das sacolinhas”, declarou o empresário Amir Hamad, de 28 anos. Já a contadora Heloísa Campos Pereira, de 27 anos, disse que ficou surpresa com as sacolinhas. “Sou favorável. Depois uso para embalar o lixo. Tinha comprado engradados desmontáveis para transportar as compras. Agora, vou enconstá-los”, contou.
Inconformismo mesmo só parte dos clientes do Pão de Açúcar da Rua Cardoso de Almeida, em Perdizes, na Zona Oeste, onde as sacolinhas ainda não voltaram a ser distribuídas. “É um absurdo se isso acontecer”, reclamou a advogada Cintia Fondevila, de 32 anos.

Decisão da juíza
Na decisão, a a juíza Cynthia Torres afirma que entregar embalagens é prática comum.  “É notório que a prática comercial costumeira é do fornecimento do lojista de embalagem para que o consumidor leve consigo as mercadorias que adquire, isso ocorrendo em lojas de diversos ramos de atividade”, afirmou na decisão.
A juíza ainda questiona o posicionamento dos supermercados em suas contrapartidas ao fim das sacolinhas. "A solução, portanto, nitidamente onera desproporcionalmente o consumidor.  E diga-se de passagem que, não tendo os supermercados adotado qualquer providência para substituir as várias embalagens de plástico que internamente utilizam (lá estão os saquinhos de plástico para separar itens vendidos a granel, como frutas, e levá-los a pesar), não trataram mesmo de implementar adequadamente iniciativa de preservação ambiental, chamando a atenção que a parte que oneraria com exclusividade o fornecedor tenha sido justamente a omitida", escreveu a juíza na sentença.
Entenda o acordo
O acordo que previa o fim da distribuição de sacolinhas plásticas em São Paulo foi derrubado na terça-feira (19) pelo Ministério Público, mas as sacolinhas plásticas não voltaram a ser distribuídas imediatamente. A Apas havia informado que iria manter o veto às sacolinhas e apresentar ajustes no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em reunião com a Fundação Procon.
Os consumidores que se sentirem prejudicados pela falta das embalagens devem a procurar o Procon, segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em São Paulo. Os supermercados alegam não existir lei específica que obrigue a entrega de embalagem para compras, mas a  OAB argumenta que o Código de Defesa do Consumidor prevê que os estabelecimentos prestem serviços "adequados".

Antes da decisão da Justiça, a Fundação Procon informou que iria analisar com o Ministério Público o novo documento elaborado pela Apas com uma alternativa às sacolinhas. Caso a proposta não fosse adequada, “os supermercados deverão oferecer uma alternativa ao consumidor” para levar as compras. Até esta segunda-feira, não havia sido realizada a reunião entre Apas, Procon e MP para avaliar um novo acordo.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

QUER COMER UM LANCHE SAUDÁVEL E DIFERENTE!


 TODO SABADO, por enquanto somente aos sábados,  é dia de mortadela KING na Salgateria EDU BALA, Rua Antonio Prado, 229, antigo Sukinho do Japones, quase esquina com a Av. Jacinto Sá. São 300 gr de mortadela CERATI OU MARBA, queijo cheddar, alface americana, tomate seco e molho especial. Reserve o seu por mensagem 14 9716 9415 para retirar ou comer no local. Quantidade limitada.
UMA DELÍCIAAAAAAA.....

O SANDUICHE DE MORTADELA ORIGINALMENTE FOI E AINDA É FEITO EM DOIS GRANDES BARES DO MERCADO MUNICIPAL DE SÃO PAULO.
POR SER UM GRANDE FÃ DESTA CULINÁRIA procurei me aprofundar em como é feito este sanduba que milhares de pessoas experimentam somente em São PAulo. 
A chance de fazer em Ourinhos o sanduiche surgiu com a abertura da nossa Salgateria.
Além do Sanduiche de mortadela o de Pernil é outra delicia que enche os olhos. O pastél de Bacalhau, também com 300 gr de bacalhau, o  bolinho de bacalhau entre outros que pretendemos implementar aqui em nossa SALGATERIA. 
Porque o sanduiche é feito somente aos sábados???
A idéia era fazer o sanduba todos os dias, mas depois de uma pesquisa que encomendamos, descobrimos que ainda não temos adptos suficientes. Por isso a idéia de fazermos só aos sabados. Também pela qualidade dos dois tipos de mortadela. A Marba muitos conhecem. O Tipo que usamos não é uma das tradicionais encontrada em qualquer estabelecimento. A Cerati é outro tipo de mortadela. Sem GLUTEM com uma qualidade e sabor que justificam seu custo/beneficio.
Sou filho de Italiano e como tal, seja qual fosse minha profissão, estou sempre envolvido em algo que tem a ver com CULINÁRIA. 
Bem, aqui um pouquinho da nossa história que esta apenas começando em Ourinhos.
Esperamos por voce pra degustar um dos nossos 12 tipos de salgados, fritos ou assados, além do nosso cardápio com mais de 30 tipos de sucos naturais com polpas do Rio Grande do Sul, além, claro, do nosso MORTADELA KING, esse delicioso sanduiche de mortadela que esta conquistando mais e mais adeptos em nossa cidade.





terça-feira, 19 de junho de 2012

Patativa do Nordeste

Já conhecia um pouco da vida deste poeta nordestino, mas só fui me aprofundar em sua história a partir do dia, 09 de junho de 2010, quando numa homenagem do Sindicato Rural de Ourinhos, o seu presidente Eduardo Luis Bicudo Ferraro, ao me cumprimentar me chamou de "Minha Patativa do Nordeste". Ao meu lado grandes profissionais da imprensa, que logo quiseram saber o que  significava a expressão  "Patativa do Nordeste". Bom, na hora, de pronto, respondi "Pau pra toda obra", algo assim. Mas, abaixo, uma breve sinópse do Patativa do Assaré, conhecido como Patativa do Nordeste e minha gratidão ao Brigadeiro por ter me comprado a um grande mestre da poesia. Endendi melhor a comparação, inclusive. Seu poder de improviso e sua contribuição com a cultura Brasileira. Obrigado Brigadeiro. Fiquei Lisongeado!

Patativa do Assaré

A vida e a obra do poeta Patativa do Assaré, a relevância dos seus poemas, o significado político dos seus atos e a sua imensa contribuição à cultura brasileira. Dono de um ritmo poético de musicalidade única, mestre maior da arte da versificação e com um vocabulário que vai do dialeto da língua nordestina aos clássicos da língua portuguesa, Patativa do Assaré é a síntese do saber popular versus saber erudito. Patativa do Assaré consegue, com arte e beleza, unir a denúncia social com o lirismo. Aço e rosa. Quem lê ou escuta a poesia de Patativa do Assaré pensa, emociona-se e conscientiza-se do mundo, porque na sua poesia estão presentes todas as lutas e esperanças do povo; estão reunidas palavras e idéias que se erguem com a dignidade guerreira dos justos, contra todas as formas de obscurantismos e de exploração do homem. No ano de 2001, Patativa do Assaré foi escolhido como um dos mais importantes cearenses do século 20.

Prefeitura estende Campanha até o dia 06 de julho


A campanha de vacinação contra a Poliomielite (paralisia infantil) promovida pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde que realizou o Dia “D” de Mobilização no último sábado, 16, foi prorrogada e a vacinação continuará a ser feita em 12 Unidades de Saúde, até o dia 06 de julho, atendendo orientação do Ministério da Saúde.

Vacinação no Dia “D”

O Dia Nacional de Mobilização contra a Poliomielite (paralisia infantil) realizado no último sábado, 16, pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vacinou as crianças menores de 05 anos em 17 Postos Fixos e 2 postos volantes e contou com a participação de 95 profissionais da Saúde.
Aproveitando a época de festa junina, as entradas das Unidades de Saúde foram enfeitadas, as partes internas decoradas com bandeirinhas, os funcionários se vestiram de “caipiras”, as mesas foram enfeitadas e também teve a distribuição de pipoca, algodão doce, pirulitos e balões para fazer a alegria das crianças que foram levadas pelos pais, para serem vacinadas, além da presença do grupo SOS Alegria (“doutores da alegria”) que estiveram em duas Unidades de Saúde, divertindo a todos que passavam pelo local.

Confira os Postos de Vacinação (8h às 17 horas):
1Centro de Saúde I
2UBS Vila Margarida
3UBS Vila São Luiz
4UBS Jardim Itamaraty
5UBS Pq. Minas Gerais
6UBS CAIC
7 -UBS Vila Brasil
8-UBS COHAB
9- USF Jd.Josefina
10-USF Jd. São Jorge
11-USF Parque Pacheco Chaves
12-USF Jardim Flórida

“5° Seminário Municipal de Combate ao Trabalho Infantil" acontece hoje (19), às 14 horas


Evento terá transmissão online e internautas poderão enviar perguntas pelas redes sociais

Acontece nesta terça-feira, dia 19, às 14 horas, no Teatro Municipal, o "5° Seminário Municipal de Combate ao Trabalho Infantil" cujo evento, será promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com o Projeto Pró-Menino e o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) e faz parte das ações pelo Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil", comemorado no último dia 12, em todo o Mundo.
O evento contará com a participação de profissionais da Assistência Social e da Rede Socioassistencial.
A Telefônica, parceira na realização do evento liberou o acesso à internet para que o Seminário seja transmitido online. Desta forma, com a transmissão ao vivo via internet, o Seminário contará com recursos para que os internautas possam assistir e interagir, através das redes sociais.

Transmissão online e perguntas pelas redes sociais
Para assistir ao 5° Seminário Municipal de Combate ao Trabalho Infantil, basta acessar o link:
O internauta que desejar fazer perguntas poderá fazê-lo pelas redes sociais:
Facebook: Projeto Promenino Ourinhos
twitter: #seminario_trab_infantil_ourinhos

Combate ao trabalho infantil em Ourinhos
Em Ourinhos, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, vem desenvolvendo há 6 anos, um importante trabalho na luta para a erradicação do trabalho infantil, através de programas e projetos tais como o Pró-Menino que, em parceria com a Fundação Telefônica/Vivo oferece atividades esportivas, culturais, socioeducativas e de lazer, no contra turno do horário escolar, bem como capacitação continuada a equipe.
Segundo a Secretária Municipal de Assistência Social, Maria Aparecida Finotti Oliveira (Cidinha) "o trabalho infantil é uma atividade que gera benefícios imediatos na forma de renda, mas também gera altos custos por não estudar e/ou por reduzir o tempo de lazer e, principalmente por colocar em risco eminente a integridade biopsicossocial das crianças. Portanto, antes de doarmos ou comprarmos qualquer produto das crianças e adolescentes devemos refletir sobre as repercussões desse ato. Evitar tal prática requer um esforço de todos para que este ciclo de exploração cesse".

Como ajudar?
*Apoie organizações que combatam o trabalho infantil.
* Denuncie casos de violação aos direitos das crianças junto ao Conselho Tutelar do município

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Prefeitura promove Dia Nacional de Mobilização neste sábado, 16




Neste sábado, 16, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde promoverá o Dia Nacional de Mobilização contra a Poliomielite (paralisia infantil) disponibilizando 17 postos fixos e 2 volantes, com a participação de 95 profissionais da saúde.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as crianças menores de 5 anos deverão ser imunizadas com a vacina oral contra a poliomielite, independente de tê-la recebida anteriormente.

Confira os Postos de Vacinação (8h às 17 horas):

* Postos fixos
Centro de Saúde I de Ourinhos (Postão), UBS Vila Margarida, UBS Vila São Luiz, UBS Jd. Itamaraty, UBS Parque Minas Gerais, UBS Vila Brasil, UBS CAIC, UBS COHAB, UBS Região Oeste, USF Jd. Josefina, USF Jd. Flórida, USF Pacheco Chaves, USF Jd. São Jorge, Núcleo de Saúde Guaporé, Núcleo de Saúde Jd. Matilde, E.E. "Orlando Quagliato" e Postinho do Terminal Rodoviário.

* Postos Volantes
Posto 1
08h30 às 11h30 - Associação de Moradores do Jd. Santos Dumont,
14 horas às 16h30 - EMEI Itaipava

Posto 2
08h30 às 11h30 - EMEI Salem Abujamra
14 horas às 16h30 - NEI Vereador Álvaro Ribeiro de Moraes (Creche Pró-Infância)

Matrículas para aulas de Educação de Jovens e Adultos para o 2º semestre começam nesta 6ª-Feira, dia 15




A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, preocupada com a qualidade de vida e o exercício da cidadania da população ourinhense, informa que estão abertas a partir desta sexta-feira, 15 e se estendem até o dia 15 de julho, as matrículas para o Curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA), para aqueles que não concluíram o Ensino Fundamental nível I (1º ao 5° termo) e nível II (6º ao 9º termo).
Durante o Curso será disponibilizado aos alunos, material pedagógico adequado ao ritmo de aprendizagem dos jovens e dos adultos. Além disto, também será oferecido jantar antes do início das aulas, com merenda nutritiva com cardápio diversificado e transporte àqueles que residem distante da Unidade Escolar.
As aulas terão início no dia 23 de julho e as matrículas podem ser feitas nas seguintes escolas:

·        EMEF "Profª Adelaide Pedroso Racanello" – Vila Mano - Telefone (14) 3322-4078 = Ensino Fundamental Nível I (1ª ao 5° termo).
·        EMEF “Profª Jandira Lacerda Zanoni” – Jd. Itamaraty - Telefone (14) 3326-2096 = Ensino Fundamental Nível I (1ª ao 5° termo).
·        EMEF "Profª Amélia Abujamra Maron" – CDHU - Telefone (14) 3324-4600 = Ensino Fundamental Nível I (1ª ao 5° termo) e Nível II (5ª ao 9ª termo).

Mais informações podem ser obtidas em uma das Unidades Escolares ou na Secretaria de Educação, através do telefone (14) 3302-6200.

Barraca do Yakisoba consolida tradição na FAPI


Voluntários do FSS, prestaram homenagem a Yoko Misato pelo seu trabalho à frente do Fundo Social

          Repetindo o sucesso dos anos anteriores, a barraca do Yakisoba do Fundo Social de Solidariedade de Ourinhos atraiu centenas de pessoas durante os 11 dias da feira, formando até filas para as pessoas entrarem.
        Como este foi seu último ano à frente da barraca do Yakisoba, a Presidente do FSS, Yoko Misato, utilizou o momento para se despedir e agradecer a todos que colaboraram com o Fundo Social ao saborear um yakisoba na FAPI, cujos recursos já se reverteram em diversos projetos sociais nos últimos anos tais como: o Viver Melhor, o Óleo Mundo, Floricidade, Brinquero, Canteiro Solidário, Sacola Vai Volta, Lixeirinha para Carro, Sacola Tetra Pak, Sacola Vai Volta (Edição Ouro), além do auxílio à Entidades Assistenciais e o atendimento as pessoas com Necessidades Especiais.

As novidades deste ano

         Com a iniciativa voltada à qualificação profissional, geração de renda e sustentabilidade, o FSS inovou neste ano, trazendo muitas novidades na barraca do Yakisoba, como a embalagem do yakisoba para viagem em sacolas retornáveis Tetra Pak, confeccionadas pelas cooperadas da “Recicla Ourinhos”. Nos anos anteriores, o Fundo Social embalava os Yakisobas para viagem em sacolas de papel e neste ano, cerca de Mil sacolas plásticas deixaram de ser utilizadas na barraca do Yakisoba na 46ª FAPI.
         Outra ação do Fundo Social na 46ª FAPI, foi o lançamento da Sacola Vai Volta “Edição Ouro” e a exposição de todos os produtos confeccionados pelos grupos de geração de renda, como os Projetos “Lixeirinha Para Carro” e as Camisetas “Edição Ouro”, que foram comercializadas na barraca do Yakisoba.

A Homenagem

         Os voluntários do Fundo Social, no último dia da FAPI, dia 10, fizeram uma singela homenagem a Presidente do FSS, Yoko Misato, que esteve mais tempo a frente do FSS, ocupando o cargo durante 12 anos, sendo oito anos ininterruptos, entregando-lhe uma placa, pelas ações e projetos implantados no decorrer desses anos, que transformaram para melhor a vida de milhares de pessoas.
        Também participaram da homenagem à Yoko, o Prefeito Toshio Misato, seus filhos Rafael e Fabiana e seu neto Guilherme, que entregaram uma bela orquídea. Muito emocionado, Toshio, destacou o trabalho diferenciado que Yoko realiza a frente do FSS. “É um orgulho estar ao seu lado Yoko que nunca se limitou, sempre fez muito mais, deixando uma marca diferenciada ao FSS em Ourinhos. A Yoko desenvolveu projetos consistentes, de grande impacto social, como o Viver Melhor, que recuperou a visão de duas crianças estrábicas, além de ter descoberto muitos outros problemas de visão nas crianças da nossa rede de ensino municipal”, pontuou.
         Apesar de bastante emocionada, Yoko agradeceu a participação de cada voluntário e da população que colabora com os projetos do Fundo Social. “Agradeço do fundo do coração a cada voluntário, ao Toshio que me deu essa oportunidade de presidir o Fundo Social e a população que passa pela barraca do Yakisoba. Quando iniciamos em 1997, tivemos muitas dificuldades e hoje, se é um sucesso, é em razão de muito esforço e trabalho de todos e a AECO foi fundamental para essa parceria. Neste ano, trabalhamos o tema 'Eu Amo Ourinhos', pois só quem ama verdadeiramente o seu próximo é que faz ações e com o esforço de todos conseguimos fazer cirurgias para correção de estrabismo, afixamos orquídeas nas árvores da cidade, conseguimos comprar prótese e devolver uma vida normal a uma criança de seis anos. Formamos um time de voluntários que fazem a diferença. Eu e Toshio estamos nos despedindo dessa gestão que se encerra em dezembro e deixamos um novo olhar sobre como praticar a solidariedade. Espero que o próximo administrador dê continuidade a barraca do Yakisoba”, finalizou a Presidente do FSS, Yoko.